Advogados podem utilizar publicidade e marketing? – Agência Ade! Publicidade e Propaganda em Ponta Grossa e Curitiba - PR

Advogados podem utilizar publicidade e marketing?

27 de setembro de 2021 Por Paloma Costa Sobre Marketing Digital

Advogados podem utilizar publicidade e marketing?

Então você é advogado e deseja alcançar mais pessoas de uma forma orgânica? Saiba que a publicidade pode te auxiliar nisso!

 

Há alguns anos a publicidade e o marketing não eram aceitos pelos órgãos reguladores por ser compreendida como uma forma de mercantilização da profissão. Desta forma, advogados precisavam recorrer somente às pessoas que conheciam seu trabalho através de um terceiro que já houvesse trabalhado com você.

Para alguns, a técnica era ideal e não oferecia problemas. No entanto, aqueles que estavam iniciando, ou não tinham contatos o suficiente para construir uma carteira de clientes concisa, tinham dificuldades.

Nos últimos anos essa visão encontrou entraves ainda maiores. Com a chegada de novas tecnologias, outras formas de consumo e a mudança na mentalidade dos clientes durante a pandemia, houve a necessidade de rever a legislação vigente. E, há alguns meses, a mudança chegou.

 

No último dia 15 de julho deste ano, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados (CFOAB) anunciou novas regras relacionadas a utilização de publicidade e marketing na divulgação de perfis profissionais de advogados. O provimento 205/2021 propôs mudanças no antigo provimento e, agora, implica uma padronização da utilização, visando, justamente, não transformar o uso em uma forma de captar clientes, mas de apresentar formal e profissionalmente sua atuação na área.

 

Atualmente, tais regras já estão vigentes e os advogados precisam se adaptar às mudanças. Pensando em facilitar o processo, trouxemos dicas concretas que incidem luz sobre o tema. Confira:

Compromisso com a verdade

Seu perfil digital e toda a publicidade deve ser um meio de divulgar apenas a verdade. Portanto, se atenha ao seu trabalho de forma séria e coesa. Evite divulgar inverdades ou proclamar promessas e nunca, em hipótese alguma, o advogado deve apresentar-se como “melhor”, “líder de setor” e termos relacionados.

Sem exageros

Evite ostentações de títulos ou processos. Lembre-se, o equilíbrio será a base de seu trabalho e deve estar presente em suas campanhas de divulgação online. Portanto, utilize os canais de forma séria, apenas para apresentar sua profissão e não para transformar suas ações em chamativos.

Seja discreto

Sabemos como utilizar experiências de trabalho anteriores é uma ótima forma de atrair e reter a atenção de possíveis clientes. No entanto, com marketing jurídico isso não é indicado, pois pode ser observado como mercantilização. Portanto, evite divulgar outros processos, resultados ou informações referentes a eles.

Profissionalismo

Se utilizar redes sociais para apresentar seu trabalho, opte por criar uma conta profissional e separe esta de sua pessoal. Lembre-se que pode haver conflito de interesses entre os perfis e você pode acabar divulgando opiniões pessoais, sendo associado ao seu trabalho.

Objetividade

Evite divulgar ou fomentar sorteios que tenham como objetivo atrair pessoas. Além disso, procure apenas apresentar uma formação se tiver um certificado oficial para provar.  Ambos são técnicas utilizadas para crescer a visualização de um perfil, mas não são bem vistas pela OAB e nem apresentam um fator objetivo às suas ações.

Código de Ética

Por fim, atenha-se ao Código de Ética da profissão. Atualmente, existe um Comitê Regulador que analisa cada caso e determina se o uso é ou não o ideal. No entanto, se a publicidade for pré-determinada por especialistas tudo estará correto.

Você pode encontrar informações mais precisas e ler na íntegra as mudanças do provimento aqui.

E lembre-se, nós da Agência Ade! somos especialistas em publicidade, propaganda e marketing e estamos prontos para te auxiliar nessa jornada. Venha tomar um cafézinho conosco e conversar com nossos profissionais!

Paloma Costa